Novos detalhes sobre a prisão de Danilo Malandragem são divulgados

Após a prisão do brasileiro Danilo Ramscheid, conhecido por publicar vídeos no YouTube como Danilo Malandragem, novos detalhes do caso vieram à tona. Ramscheid, de 30 anos, foi preso em casa, em Winchester, no subúrbio de Boston, sob as acusações de “pose e exibição de menor de idade em ato sexual, fotografar uma pessoa nua desavisada, e posse de pornografia infantil”.

Segundo o Wicked Local, o caso ocorreu no dia 12 de janeiro, após uma festa na casa de Danilo, na High Street. De acordo com documentos judiciais, o evento deveria ser uma reunião para poucas pessoas, mas atraiu um número bem maior, devido a um post nas redes sociais.

Um vizinho chamou a polícia, após a passagem de um carro passar em alta velocidade pela rua, e os oficiais foram até lá, e bateram na porta de Danilo. De acordo com documentos do Tribunal Distrital de Woburn, ele deixou os policiais entrar e pediu ajuda para escoltar alguns dos convidados indesejados, mas um pequeno grupo ficou. Entre eles, uma estudante de 17 anos, de fora de Winchester.

Em um mandado de busca policial executado no dia 22 de janeiro, a Polícia de Winchester encontrou uma gravação de relações sexuais de Danilo com a garota na noite da festa. A menina afirmou que não sabia que estava sendo filmada.

Segundo documentos judiciais, Danilo e a garota se encontravam com frequência, já que o irmão dele, namorava com uma amiga dela. O brasileiro teria tentado ficar com ela desde o primeiro encontro, mas ela havia rejeitado o interesse repetidas vezes.

A vítima disse à polícia que ela estava bebendo na festa, mas que teria “deixado claro” para Ramscheid que ela não queria ter intimidade com ele. Também disse que o brasileiro a levou para uma sala com uma fechadura de impressões digitais, paredes brancas e um tapete branco com três câmeras apontadas para a cama. Segundo o relatório, ela disse à polícia que foi agredida sexualmente. No relatório, a vítima diz que não consentiu em ser filmada.

Danilo foi preso na última segunda-feira (4), e indiciado no Tribunal Distrital de Woburn na terça. O juiz ordenou uma fiança fixada em US$ 10.000 em dinheiro com condições. O brasileiro está sendo mantido na prisão e na Casa de Correção de Middlesex, em Billerica. Ele está programado para comparecer no tribunal em 27 de fevereiro, para uma audiência de causa provável.

Dois amigos da vítima, disseram à polícia que encontraram a garota encolhidao na cama de Danilo, no segundo andar da casa. Segundo o relatório, eles desviaram a atenção do brasileiro, vestiram a vítima e deixaram a festa.

Em seu relato à polícia, Danilo afirmou que a vítima queria fazer sexo com ele. As câmeras apontadas para a cama estavam “lá para sua proteção”, disse ele, para que ele possa gravar seus encontros com as mulheres, “então eles não podem dizer que ele as estuprou”, de acordo com documentos judiciais.