Notícia de que a Igreja Universal estaria tatuando a mão de fiéis é falsa

Uma notícia falsa ganhou espaço nas redes sociais. Diversas pessoas têm compartilhado que a Igreja Universal do Reino de Deus tem tatuado uma cruz nos fiéis.

Um áudio no WhatsApp circula em grupos não apenas no Brasil, mas em todo o mundo, de uma mulher que afirma que os pastores da igreja estariam obrigando os fieis a receberem uma tatuagem de cruz na mão direita, e que eles teriam afirmado que essa marca traria prosperidade a todos que aceitarem a tatuagem.

Para esclarecer a situação, o site e-farsas, especializado em desmascarar fake news, fez um dossiê sobre a situação. A primeira, é que a mulher do áudio não se identifica e nem diz o endereço da igreja onde o fato teria ocorrido.

“Além disso, ela não diz quando o fato ocorreu. A mulher diz apenas que ‘isso começou hoje’ e isso é feito propositalmente para que quem ouvir o ‘alerta’ pela primeira vez sempre achar que se trata de algo recente. Com isso, as chances do áudio ser repassado aumentam muito”, diz a publicação.

A própria foto da mão tatuada não tem nada a ver com a Igreja Universal. A imagem é da atriz Flávia Alessandra, tirada em 2014.

A Igreja Universal também publicou uma nota, afirmando que o áudio é calunioso:

“Trata-se de uma acusação tão absurda, tão maldosamente falsa, que parece até ridículo que pessoas que se dizem cristãs, deem crédito e compartilhem uma fake news como essa, mas não se empenhem em espalhar a verdade que liberta. Não acredite nas bobagens que escorrem pelo esgoto da Internet. E também vale lembrar que quem compartilha notícias falsas pela Internet, é tão responsável quanto o autor da mentira. Além disso, também pode ser punido pela Justiça”, afirmou.