Mais brasileiros foram vítimas de criminoso que assaltou loja em New Jersey

Luiz Carlos dos Santos Ligorio já havia furtado a casa de uma família com quem trabalhava em Boston Após roubar à mão armada a loja de uma brasileira no início da semana em New Jersey, o também brasileiro Luiz Carlos dos Santos Ligorio foi preso no aeroporto de Boston.

E outros compatriotas foram vítimas do homem na capital de Massachusetts. Em 2015, Luiz Carlos já havia furtado a casa da brasileira Rosimar e do marido dela, em Boston. Na ocasião, o criminoso trabalhava com o dono da casa, e conhecendo o local e a rotina da família, aproveitou um momento em que o local estava vazio para invadir e levar uma quantia considerável em dinheiro.Em um sábado, ele foi na minha casa de manhã, sabendo que meu esposo não estava em casa. Eu liguei para meu esposo para saber o motivo que ele estava lá, e avisei que não teria trabalho no sábado e disse que ele podia ir embora. Eu saí pela direita e ele saiu a pé pela esquerda. Quando cheguei em casa, abri a porta e dei falta de um dinheiro mais tarde. Liguei para meu esposo e ele pediu que eu olhasse a casa. Vi que o screen da janela tinha sido tirado. Ele puxou uma mesa de madeira, tirou o screen e roubou. Uma pessoa que eu tinha como da família. Demos confiança, e aconteceu o que aconteceu, relata a vítima, que também contou que no dia anterior ao crime, o homem havia jantado na casa deles.

Após o furto, Luiz Carlos voltou para o Brasil e voltou a entrar em contato com Rosimar. “Ele me passou várias mensagens, me pedindo desculpas. Disse que roubou em um momento de fraqueza e pediu para não envolver a polícia porque queria me pagar. Mas na verdade só queria saber se eu envolvi a polícia ou não para ele vir de novo. Não sabendo ele que eu já tinha feito o police report”, revela a vítima.

Quando chegou a Boston, Luiz Carlos ganhou ajuda não apenas da família de Rosimar, mas também de outros brasileiros, como Roberta, que recebeu uma ligação dele após o furto. “Quando ele roubou a Rosa e o marido dela, No dia que roubou, bloqueou nós todos do Facebook dele. Voltou pra o Brasil e me ligou chorando, dizendo que roubou porque a filha dele estava com câncer, e que não deu tempo e ela morreu. Mas a filha dele está muito bem. Nunca teve nada. Eles abriam as portas. Tratamos ele como se fosse da nossa família”, afirma.

Na volta aos Estados Unidos, Luiz Carlos ainda tentou uma reaproximação com as famílias de Boston, mas foi ignorado.

Segundo informações deles, o criminoso teria casado com uma americana e conseguido o Green Card, e nunca mais havia sido visto, até o assalto em New Jersey. “Dinheiro a gente conquista de novo, mas a confiança… A gente tem que ter muito cuidado com pessoas que colocamos dentro de casa. E que a justiça seja feita”, diz Rosimar. “Nessa terra, você pode ter todas as coisas que quiser. Não tem a necessidade de tirar nada de ninguém, pois é um país de oportunidade”, completa.

Acompanhe: