Tecnologia: Apple é multada em US$ 6,6 milhões por não consertar iPhones

Na Austrália, a Apple foi condenada a pagar uma multa de aproximadamente US$ 6,6 milhões por prejudicar clientes que compraram seus aparelhos entre fevereiro de 2015 e fevereiro de 2016, informaram fontes judiciais nesta terça (19).

A investigação foi feita pelo Australian Competition and Consumer Commission (ACCC), que descobriu que a recusa da Apple estava relacionada com o fato de os clientes em questão terem recorrido anteriormente ao auxílio de reparadores não-autorizados.

O ACCC entrou com a ação judicial após investigar centenas de queixas vinculadas ao “erro 53”. O problema aparecia após donos de iPhone 6, que passaram por algum reparo “não oficial” (fora dos centros de serviço autorizados), instalarem o sistema operacional iOS 9 nos aparelhos. A falha técnica desativava não só iPhones, mas iPads.

“Se um produto tem uma falha, os clientes têm o direito de consertá-lo ou substituí-lo, de acordo com a Lei do Consumidor da Austrália e, às vezes, até mesmo um reembolso”, informou Sarah Court, comissária da ACCC.