Tragédia: Bombeiros confirmam, oficialmente, quatro desaparecidos no desabamento do prédio em São Paulo

Uma vítima é o homem que estava sendo resgatado quando o prédio ruiu; as outras vítimas seriam uma mãe e dois filhos gêmeos.

O capitão do Corpo de Bombeiros Marcos Palumbo confirmou no início da tarde desta quarta-feira, 2, mais três vítimas oficialmente desaparecidas: uma mãe, Selma Almeida da Silva, de 48 anos, e dois filhos gêmeos (Welder e Wender, de 9 anos) que estariam no 8° andar do prédio.

A quarta vítima foi identificada como Ricardo Amorim, de 30 anos, que estava sendo resgatado no momento em que o edifício ruiu. A Prefeitura acabou de confirmar oficialmente as identidades das vítimas desaparecidas. Segundo os Bombeiros, ao todo 49 pessoas que viviam no prédio ainda não se apresentaram.

“Um homem veio fazer a reclamação oficial para a assistência social de que a sua mulher e dois filhos gêmeos que moravam no 8° andar estariam desaparecidos. Ele já procurou, já fez telefonemas. A assistência social está ajudando porque ela poderia ter sido transferida para outro albergue”, disse Palumbo. “No mais, não foram localizadas essas outras possíveis vítimas, então assimilaremos essas pessoas como desaparecidas em nossa ocorrência. Então passaremos a quatro vítimas no local”, afirmou o capitão.

No início da tarde, os bombeiros reforçaram as buscas por vítimas sob os escombros. São 90 homens trabalhando para tentar localizar desaparecidos.