Tragédia em Joinville

Família de Izabelenses é morta neste domingo

Uma tragédia foi registrada hoje pela manhã (06), por volta das 11h, no bairro Santa Bárbara, em Joinville (SC). Roberto, que sofria de depressão, matou o Pai , Nereu Cézar Pasquali,  o seu filho  Júlio Cezar de três anos, a nora Aline, feriu gravemente sua esposa, Aparecida e depois se suicidou.
Aparecida foi levada com vida para atendimento médico e os outros corpos, estão no IML de Joinville.
O irmão de Nereu, Neilor com familiares está a caminho de Joinville para identificar os corpos.
As primeiras informações davam conta de que todos os cinco integrantes da família haviam morrido, mas a esposa de Nereu, está passando por cirurgia, com risco de morte.
Nereu era empresário em Santa Izabel do Oeste, no ramo de vidraçaria e faz cerca de seis meses que está em Joinville.


Os corpos serão transladados para Santa Izabel do Oeste assim que forem liberados pelo IML.
As primeiras informações davam conta de que Roberto de 24 anos era quem tinha matado os familiares, mas depois de perícia, constatou-se de que foi o seu pai, Nereu quem matou os familiares e se suicidou. Os policiais encontraram no local, uma espingarda e um revólver com munição e arma branca.
O fato causou muita comoção entre os izabelenses, pois a família Pasquali é tradicional do município e de grande convivência com os izabelenses.
Mais informações a qualquer momento.

Na casa da família, no bairro Aventureiro, a Polícia Militar encontrou um revólver e uma espingarda com munição.

Vizinhos e amigos que conversaram com a reportagem no início da tarde, disseram que a família de Roberto era muito unida e tranquila. Que estavam sempre juntos e que, hoje, pouco antes de tudo acontecer, faziam um churrasco em casa.

Foi de repente que todos começaram a ouvir os tiros e os gritos. Mas, não houve nenhum tipo de discussão, disseram os vizinhos, ainda assustados com a tragédia.
Roberto e a família vieram do Paraná há pouco mais de três meses. Eles moravam em Santa Izabel do Oeste, cidade de 13 mil habitantes, e estavam recomeçando a vida em Joinville após perderem a empresa que tinham no Paraná.

img_7689img_7688

Leave a Comment